segunda-feira, 17 de julho de 2006

Câmara de Indaial rejeita pedido de cassação de Tomio

Nenhuma das 18 irregularidades apontadas em relatório recebeu o número mínimo de seis votos para determinar saída do prefeito

O prefeito de Indaial, Olímpio Tomio (PT), ganhou um presente especial no dia de seu aniversário: poderá continuar na chefia do Executivo. Ao final de uma sessão que se estendeu por quase oito horas, a Câmara de Vereadores rejeitou na madrugada de sábado o parecer que pedia a cassação do mandato de Tomio.

Nenhuma das 18 supostas irregularidades apontadas no relatório da comissão processante que analisou o caso recebeu o mínimo de seis votos necessários para a cassação do prefeito, o que determinou o arquivamento do pedido. De acordo com o presidente da Câmara, Denilton Lana (PT), em média cada acusação recebeu cinco votos favoráveis à cassação, de um total de nove vereadores.

- A maioria absoluta era favorável à cassação, porém não tivemos o mínimo de votos - disse Lana.

Presente durante toda a sessão, iniciada às 19h de sexta-feira, Tomio disse que deixou por conta da defesa o trabalho de rebater acusações dos parlamentares. Aliviado com o resultado da votação, ele disse que o fato de ter sido processado não interfere nos trabalhos previstos para o resto do mandato.

- O mais importante é que as ações previstas possam continuar em benefício da comunidade - afirmou Tomio.

A votação colocou fim a uma questão que vinha sendo analisada desde outubro do ano passado, quando a Câmara de Vereadores instaurou uma Comissão Especial de Inquérito para investigar denúncias envolvendo a administração de Tomio. O petista era acusado de, entre outros itens, contratar irregularmente uma assessoria jurídica e de cobrança e também de não fazer a prestação de contas das Festas do Colono e de Instalação do Município dos anos de 2001 e 2005. No início da semana passada a comissão processante sugeriu a cassação.

Autor do requerimento que pedida a cassação do mandato de Tomio, o peemedebista Érico Francisco de Nascimento definiu como decepcionante o resultado da votação.

- Pelas acusações que havia, principalmente sobre as licitações fraudulentas, foi decepcionante. Dessa ele escapou - disse.(Fonte: JSC)

Um comentário:

Anônimo disse...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»