sexta-feira, 14 de julho de 2006

Entenda o caso

Polêmica envolvendo administração do município se arrasta desde outubro do ano passado

Em outubro do ano passado, a Câmara de Vereadores de Indaial instaurou uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para averiguar supostas irregularidades na gestão do prefeito Olímpio Tomio (PT).

As investigações se estenderam até fevereiro e apontaram as supostas irregularidades. O relatório constatou, entre outros fatos, a ausência de prestação de contas das Festas do Colono e de Instalação do Município dos anos de 2001 a 2005 e a ausência de respostas a requerimentos encaminhados pelos vereadores. O documento foi encaminhado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado.

Levando em conta os dados apurados pela CEI, o cidadão Erico Francisco de Nascimento protocolou, no dia 10 de abril, um requerimento na Câmara de Vereadores solicitando a instauração de um processo de cassação do mandato do prefeito. O documento foi aprovado na sessão do dia 11 de abril por cinco votos a um e duas abstenções.

No dia seguinte, a comissão, presidida pelo vereador Lindomar Lindner (PDT) e tendo como relator Anísio Testoni (PMDB), começou os trabalhos.

De maio a junho foram ouvidas 10 testemunhas elencadas pela defesa de Tomio. Na semana passada, a comissão recebeu as alegações finais da defesa e ontem concluiu o parecer.

O parecer acata a denúncia formulada por Nascimento e recomenda a cassação do prefeito. A sessão plenária que vai decidir o assunto será sexta-feira, a partir das 19h. Para ser aprovado, o pedido precisa de dois terços dos votos, ou seja seis votos, de um total de nove vereadores. (Fonte: JSC)

2 comentários:

Anônimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anônimo disse...

I find some information here.