sexta-feira, 14 de julho de 2006

Salário mínimo deveria ser de R$ 1.447,58, calcula Dieese

Constatação foi feita por meio da utilização da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de junho, realizada pela instituição em 16 capitais do País
Flávio Leonel

Um levantamento divulgado nesta terça-feira pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) aponta que o salário mínimo do trabalhador brasileiro deveria ser de R$ 1.447,58 para suprir as necessidades básicas de uma família. A constatação foi feita por meio da utilização da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de junho, realizada pela instituição em 16 capitais do País.

Com base no maior valor apurado para a cesta, de R$ 172,31, em São Paulo, e levando em consideração o preceito constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para garantir as despesas familiares com alimentação, moradia, saúde, transportes, educação, vestuário, higiene, lazer e previdência, o Dieese calculou que o mínimo deveria ser 4,14 vezes maior que o piso vigente, de R$ 350.

Ainda assim, a instituição destacou que esta é a menor relação apontada pelo estudo desde dezembro de 1985, quando o mínimo necessário correspondia a 2,76 vezes o piso legal em vigor.

O Dieese salientou que, com a predominância de queda no custo dos gêneros essenciais, o tempo de trabalho necessário para a aquisição da cesta básica, na média das 16 capitais, apresentou ligeira redução em relação a maio.

Desta maneira, em junho, o trabalhador brasileiro que ganha salário mínimo precisou cumprir uma jornada de 96 horas e 4 minutos, enquanto, em maio, eram exigidas 98 horas e 49 minutos. Em junho de 2005, a mesma compra necessitava de 20 horas de trabalho a mais: 116 horas e 49 minutos.

Quando se considera o salário mínimo líquido, após o desconto da parcela referente à Previdência Social, verificou-se, em junho, um comprometimento de 47,28% do valor recebido com a cesta básica. Em maio, este porcentual correspondia a 48,64% e em junho de 2005 chegava a 57,50%.
Fonte: Estadão.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anônimo disse...

I find some information here.